22 de julho de 2012

Über objeteiro

Pense num objeto de uso cotidiano. Pense em outro que você pensa não existir. Tenho um amigo que tem. Diria com 99% de certeza ( o exagero é sempre divertido) que ele tem tudo, tudinho. E aos montes. Telefones dinamarqueses empilhados de maneira a formar uma árvore? Uma mesa de manicure assinada por Sérgio Rodrigues? Obras de arte de peso? Placas sérias ou hilárias? Um último reduto de cinzeiros? Uma coleção de jogos dos anos 80? Uma sequência histórica de televisões? Antônio Carlos Figueiredo abre as portas da esperança pra você. Para cinema, videoclipes, exposições, cenografias, diversões, para diretores de arte, arquitetos, designers, artistas, stylists ou curiosos, ele aluga, empresta, vende. De acordo com o caso. 
A nossa última exposição, de grampeadores, teve o início de sua história quando A.C. me sugeriu montar uma vitrine só de grampeadores, na época em que a Grampo ainda era uma loja de design. A idéia foi ampliada para a expo, e uma coleção de 13 exemplares incríveis e antigos dele se juntaram à dezenas de outros. 
Para que você entenda melhor a força de sua personalidade apaixonada e de seu olhar aficcionado, basta dizer que seu acervo atualmente reúne cerca de 100.000 objetos ( agora sem exagero ) espalhados por alguns de seus espaços,  ou melhor "faltas-de-espaço"_ ele sempre me corrige quando peço para agendar uma visita. Quando perguntei a ele como tudo começou, me explicou que na infância enxergava os objetos em 3D.  Como assim, Antônio? Em planta, corte, elevação, 360 graus, me disse. E até hoje, todo tempo enquanto vê, ele encontra e é encontrado por seus eleitos, e costuma arrematá-los na hora. 
Hoje o maior projeto desse excêntrico bem resolvido e amigo adorável é emplacar o Museu do Cotidiano e disponibilizar tudo isso no meio da cidade

Galeria Matiz, rua Bernardo Guimarães, 1296, BH  .  Antônio Carlos Figueiredo  . tel 31 96122431  .  atendimento com hora marcada



Imagem feita em uma de suas "faltas-de-espaço". Essa tem cerca de 600m2 e é a mais conhecida. Fica na Rua Bernardo Guimarães,1296, no bairro dos Funcionários, BH

Salve simpatia! Super Antônio Carlos Figueiredo, objeteiro é como
ele se auto intitula


  



Fotos até aqui: Manoela Beneti


Clipe da Sandy filmado lá e assinado por Conrado Almada












Fotos: Julie Arantes


Imagem da exposição " Rio São Francisco", de Ronaldo Fraga,
com coleção de malas dele

Mais uma, de outro ângulo

Um comentário:

Cynthia Cardoso disse...

Sensacional !
Quero visitar urgentemente !